Blog do Gaba

Blog

Autora Cristiane Sobral conversa com alunos e professores em atividade do Mês da Consciência Negra

Publicado em: 24/11/2023

Tags:EVENTOS

Autora Cristiane Sobral conversa com alunos e professores em atividade do Mês da Consciência Negra

Na quarta-feira, 22 de novembro, em celebração ao Mês da Consciência Negra, a Unidade Rondon I do Colégio Gabarito teve a honra de receber a escritora Cristiane Sobral, para uma conversa enriquecedora. O evento abordou temas fundamentais, como antirracismo, colorismo e subjetividades, proporcionando uma oportunidade única para alunos, professores e colaboradores.

 

Com o objetivo de despertar o interesse pelos textos da autora e instigar reflexões profundas, a semana foi marcada pela imersão nos poemas de Cristiane Sobral. Alunos puderam entrar em contato com a obra da autora, por meio de grupos de WhatsApp e nos corredores do Colégio, fomentando assim discussões e análises sobre as temáticas abordadas.

 

Cristiane Sobral: artista versátil e comprometida

 

Nascida no Rio de Janeiro e, atualmente, residente em Brasília, Cristiane Sobral, mais do que uma escritora talentosa, é uma figura multifacetada no cenário artístico brasileiro. Sua carreira, que se estende desde o final dos anos 1980, inclui não apenas a escrita, mas também a atuação, direção e dramaturgia teatral. Essa versatilidade criativa é evidente na interconexão entre sua produção literária e sua atuação nos palcos.

 

A vasta obra, composta por contos e poemas, presentes em diversas antologias e publicações individuais, destaca-se pela sua abordagem única e pela influência da experiência teatral da autora. A escritora não só utiliza a literatura como meio de expressão, mas também integra elementos de dramaticidade em seus textos, proporcionando uma leitura envolvente e cativante.

 

“Dentro da escrita da Cristiane podemos encontrar prosa, poesia, ficção. É uma escrita ampla, com temas que nos impactam. Uma linguagem, que eu gosto de falar, que é uma poética do afeto, em que vemos o movimento do negro que se ama, ao mesmo tempo em que aprende a se amar pelo corpo, pela sua história, sendo uma necessidade, um resgate da sua ancestralidade”, diz a professora de literatura Ana Teodoro.

 

Terra Negra no Vestibular da UFU

 

A importância da obra "Terra Negra", adotada no vestibular da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), foi ressaltada durante o evento. Nesta obra, Sobral utiliza uma variedade formal e estilística como suporte para uma poesia de intenção política, destacando-se como uma voz essencial na literatura negra feminina. A abordagem sensível das questões de sexualidade nos poemas também acrescenta camadas de profundidade à sua produção literária.

 

Para Ana Teodoro, é muito importante que a UFU tenha escolhido a obra entre as leituras obrigatórias.  “Quais são as vozes que estão nos vestibulares? Estarmos ouvindo uma mulher negra suburbana e entendendo que o Brasil é muito mais complexo. Então, levar isso para a sala de aula é uma possibilidade de acessar questões que meus alunos muitas vezes não têm acesso”, diz a professora. “É importante entender o que é o Brasil, o que são os diversos ‘brasis’ que a gente tem. E esse movimento de ouvir, dar voz, discutir, por meio de uma linguagem de autoamor, de uma poética do respeito, e de valorizar a si, ao outro e ao mundo ao redor, é entender que isso é muito grandioso. Eu não estou beneficiando alguns, estou buscando beneficiar todos, e acho que isso é revolucionário e a educação está seguindo esse caminho”, afirma.

 

Arte contemporânea e questões atuais

 

A obra de Cristiane Sobral representa a literatura contemporânea brasileira, tocando em temas atuais e imprescindíveis relacionados ao povo negro, povos originários, políticas do corpo negro e feminino, problemas sociais e maternidade. Sua escrita não apenas cativa, mas também desafia, convidando os leitores a refletirem sobre as complexidades da sociedade e a potente representação da mulher negra.

 

Na análise da professora Gisele Pimentel é fundamental a escola abordar o tema, pois vem a partir de um universo artístico, muito rico e com muito potencial, porque a escrita da Cristiane Sobral assume posição. “Temas sensíveis, como o feminismo e o feminino negro, são muito densos, tensos. E, pela via literária, ganham um tratamento estético em linguagem possível para acessar. Então, vamos aproveitar essa oportunidade, esse momento de reflexão sobre a Consciência Negra, mas, principalmente, a proposição de uma escola que aplica a lei da cultura afrodescendente e deve multiplicar esse cuidado para toda sociedade brasileira”, ressalta a educadora.

 

A conversa com Cristiane Sobral, permeada pelos seus poderosos poemas, certamente deixará uma marca duradoura na comunidade escolar, incentivando o diálogo e a reflexão contínua sobre temas tão relevantes para nossa sociedade. “Ser chamada na escola é um motivo de muita alegria, por ser um reconhecimento da minha obra, e fazer com que não só os estudantes, mas como os professores, os técnicos e também as famílias, possam fazer essa discussão tão importante com relação ao antirracismo”, reflete a autora.

 

A escritora reforça que as ações antirracistas precisam ser sempre tratadas pelas escolas. “Quero parabenizar o Gabarito por essa realização, que me deixa com muita esperança de ser um exemplo, para que outras instituições também adotem ações de implementação da lei. Espero que possam colher bons frutos, que essas leituras possam inspirar outros estudantes e escritores, porque eu tenho certeza que tem muitos alunos que também sonham com essa carreira”, finaliza Cristiane.